Saúde

Sob nova direção o Hospital Conde Modesto Leal irá ganhar novo modelo de gestão

Na manhã desta última segunda-feira (13/05), ocorreu uma mudança na diretoria do Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no centro de Maricá.

Marcando o início de um novo modelo de gestão, liderada pelo diretor geral, Carolino Santos, uma equipe formada pelo coordenador médico Salvador Poubel de Souza Silveira e pelos administradores Fabio de Oliveira Rodrigues e Daniel Bastos Sampaio, tem o objetivo de incutir cada vez mais a ideia do acolhimento, do atendimento humanizado e da importância do primeiro atendimento.

Segundo Carolino, “Quando você recebe o seu diploma de médico, está apto a trabalhar em qualquer lugar e qualquer área, mesmo que não seja a sua especialidade. Oitenta por cento das nossas doenças são de fundo psicológico, então o primeiro contato com o paciente é muito importante e deve ser muito bem realizado, porque é ali que começamos o tratamento.

Drª Simone Costa, Secretária de Saúde, informou que  a média diária de atendimentos no Conde Modesto é de 800 pessoas (cerca de 14 mil por mês), deste total, 60% são de fora do município.

“O Hospital tem foco em emergências. Com o fortalecimento da nossa triagem, as pessoas começarão a entender que diversos procedimentos e atendimentos ambulatoriais devem ser realizados na atenção básica, nos postos de saúde próximos de suas casas, e desta forma o número de atendimentos tende a diminuir”, explicou Simone.

O Coordenador Médico Salvador Silveira, informou que trabalha no Hospital há 32 anos: Toda minha vida profissional foi em Maricá. Tenho um carinho muito grande por esta instituição que tanto fez pela minha formação, e quero fazer o melhor para ela. A população cresceu muito e a demanda de pacientes é grandecom o apoio da Secretaria de Saúde e em parceria com nossas equipes de médicos, enfermeiros e técnicosqueremos encontrar soluções que beneficiem a todos”, contou.

Conheça quem é Carolino Santos, que está como diretor do Hospital Conde Modesto Leal. Carolino tem 71 anos, nascido na Bahia, formado em 1976 pela Universidade Federal Fluminense (UFF), em Urologista, mudou-se para o Mato Grosso (Cuiabá) ainda criança. 

Em 1970 foi para Niterói e passou para universidade. Em 1973 veio para Maricá como residente e aqui ficou até 1976. Voltou casado para o Mato Grosso, onde fez carreira médica e política. Teve dois filhos – que depois de adolescentes vieram ficar com a avó em Maricá – e em 1996 decidiu retornar de vez para o município.

“Hoje me considero maricaense. Vim para ficar perto dos meus filhos e nunca mais saí. Acredito neste governo e no Conde Modesto vou lutar para construir um bom relacionamento médico-pacientes”, finalizou Carolino.

Curta nossa página no Facebook e participe do nosso grupo do WhatsApp.

Veja Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close