Saúde

Maricá registra queda em caso de chikungunya

A Secretaria de Saúde realizou um levantamento epidemiológico onde aponta uma redução nos casos de Chikungunya na cidade de Maricá. De acordo com o comparativo realizado com os meses de janeiro a março do ano passado e deste ano, a redução foi de 84,5%. O estudo realizado mostra que no primeiro trimestre de 2018 foram registrados 871 casos de Chikungunya. Já este ano foram 135 registros.

Segundo o estudo, a redução se deve ao trabalho de combate que vem sendo implantado desde 2017. Ao todo são 200 agentes no combate diário dos possíveis focos da doença. Um dos problemas mais comuns encontrados na cidade está relacionado as piscinas abandonadas.

A secretaria informou que está monitorando os registros que são feitos na cidade. Antes mesmo das confirmações das doenças ações são realizadas para impedir o avanço dos casos e possibilitar a redução do mesmo. Segundo o órgão, o maior problema encontrado em Maricá são as casas de veraneio, principalmente as que possuem piscinas, pois seus proprietários visitam com menor frequência e estes locais se tornam grandes focos do Aedes Aegypti.

No levantamento também foi feita uma comparação mês a mês onde mostra o retrocesso da doença. Em janeiro de 2018 foram 144 casos e neste ano, 54. No mês de fevereiro foram 268 registros do ano passado contra 60 deste ano. Já o mês de março apresentou 459 casos em 2018 contra apenas 21 deste ano.

Curta nossa página no Facebook e participe do nosso grupo do WhatsApp.

Veja Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close