Direitos e Deveres com Doutora Simone

Cuidado Mãe: SimSimi NÃO é um aplicativo para crianças

Teoricamente o SimSimi é um chat robô que, através de um acervo de frases em constante crescimento, conversa com seus visitantes. O chat, desenvolvido pela empresa coreana de mesmo nome, utiliza inteligência artificial para aprender com as respostas dos usuários e aumentar sua base de dados.

O app recebe grandes elogios de internautas pela forma ”sacana” do robô conversar mas, o que serve de alarme para alguns pais é o poder que esse aplicativo pode ter sob a vida de uma criança. Muitas crianças se aventuram no mundo na internet como forma de encontrar uma companhia, no momento em que seus pais estão relativamente ocupados com afazeres domésticos ou trabalho mas, erra quem pensa que é livre a navegação de uma criança pelo mundo da internet.

Com centenas de aplicativos sendo lançados a todo o tempo, a recomendação é que os pais fiquem por dentro de cada passo de seus filhos no mundo virtual de modo que a criança não entre em conteúdos que não são para a sua idade, como o aplicativo SimSimi em questão.

Basta alguns minutos de conversa com o robôzinho para saber que uma criança não deve conectar-se a ele. Com palavrões, perguntas esquisitas e um diálogo totalmente desrespeitoso, o app não passa nada de construtivo para o mundo infantil e embora sua classificação seja de 16 anos, muitas crianças seguem baixando o app.

A Drª Simone Giorno recebeu  relatos de uma mãe de que o robô teria mandado ameaças, insinuando que iria matar a família e a criança se ela parasse de jogar e resolveu baixar o aplicativo. Em uma conversa com o ”amigo virtual”, a Drª Simone Giorno constatou que o robô faz perguntas sobre número de telefone, endereço, como se estivesse coletando informações sobre a vida do jogador, fala coisas estranhas como se estivesse vendo a pessoa do outro lado da tela e usa palavrões para se comunicar.

É importante estar inteiramente por dentro da vida virtual de seus filhos, existem aplicativos como este ou ”Baleia Azul” que podem influenciar negativamente ou fatalmente a vida de uma criança. Para evitar que crianças e adolescentes caiam nessa armadilha, os pais podem instalar aplicativos que bloqueiam a exibição de conteúdo impróprio no aparelho celular como o Kaspersky Safe Kids, Norton Family parental control, entre outros.

 

Veja Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close